sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Aposentado encontra pedra de diamante em Estrela do Sul

Minas Gerais

Ele estava na calçada de casa quando avistou o diamante de 4 k

Um aposentado de 70 anos morador de Estrela do Sul, no Triângulo Mineiro, foi surpreendido por uma pedra de diamante na porta da própria casa. O caso foi no início do mês passado e repercutiu entre os moradores da pacata cidade que tem 7.255 habitantes, segundo dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município é conhecido pelo garimpo e pelas histórias de quem encontrou pedras preciosas de forma inusitada.

(Foto: casarão antigo da cidade - Altemiro Olinto Cristo / pt.db-city.com)
André Fontes, que procurou gemas boa parte da vida, proseava com os amigos na calçada. O assunto: diamantes. Foi quando um caminhão passou e espirrou a pedra para perto dos pés do ex-garimpeiro. A pedra tem quatro quilates e pode valer cerca de R$ 5 mil depois de lapidada. Se virar jóia pode valer ainda mais. Não é uma fortuna, mas alegrou a vida do aposentado. “Eu olhei e falei: esse trem não quer quebrar. Aí agachei, peguei e vi que era um diamante. Mostrei para os colegas que estavam junto e eles confirmaram”, disse.

A rua onde mora André Fontes pode ser a mais valiosa do Brasil. Na década de 70, quando a cidade começou a ser asfaltada, foi usado cascalho tirado do rio Bagagem, onde muitos diamantes foram encontrados. O aposentado e o prefeito Lycurgo Rafael Farani acredita que o diamante tenha saído do asfalto. O administrador do município está até preocupado. “Já imaginou a corrida para garimpar as ruas da cidade? Eu não vou ter recurso para tapar tantos buracos”, brincou.

Segundo o prefeito Lycurgo Rafael Farani, outras histórias são contadas na região. Em uma delas, um morador fez um buraco na própria casa. “Um morador sonhou que na casa dele tinha um diamante e cavou um buraco, mas não encontrou”, disse. Ele diz que outros já foram encontrados até na moela de uma galinha.
(Foto internet - solariseditora.com.br)

O museu da cidade guarda as fotos do sexto maior diamante do mundo. Ele foi retirado do Rio Bagagem. O “Estrela do Sul” chegou a ser exposto no museu Louvre, em Paris. Com a notícia de André Fontes, outros moradores disseram que vão ficar de olho nas ruas da cidade.“Vou prestar mais atenção. Quem sabe não acho um desse também”, disse o motorista Isac Almeida.

O estudante João Bacelar se empolgou com a ideia e já pensa em garantir o futuro: “Vou varrer a rua inteira e procurar um para mim”.

Estrela do Sul  (MegaMinas.com)

(Recebi esta semana a notícia, através da minha amiga estrelasulense, a competente jornalista Izabel Bacelar, que me enviou o link da matéria, por email. Autorizado por ela, estou publicando aqui no meu blog.)

Publicado em 04/01/2012 às 15:07, por G1 de

Um comentário:

Teresa Cristina Montes Cunha disse...

Acho que vou passear lá em Estrela... Rsss.